viernes, 3 de diciembre de 2010

1966 - II FESTIVAL DE MÚSICA POPULAR BRASILEIRA (cont.)

Durante el Festival se graba el primer disco independiente producido en Brasil: "Viva o Festival da Música Popular Brasileira", editado por el sello Artistas Unidos y fabricado por Rozenblit (Recife, Pernambuco).





1966
VIVA O FESTIVAL DA MÚSICA POPULAR BRASILEIRA
[Varios Intérpretes]
Gravado ao vivo no Teatro Record de São Paulo
Rozemblit/Artistas Unidos LP 70.000

Lado A
1. ABERTURA DO FESTIVAL DE MÚSICA POPULAR BRASILEIRA DA TV RECORD
(Cyro Pereira) Orquestra TV Record e Coro
2. A BANDA (Chico Buarque de Hollanda) Chico Buarque
3. A BANDA (Chico Buarque de Hollanda) Meninos Cantores de São Paulo
4. ENSAIO GERAL (Gilberto Gil) Elis Regina
5. UM DIA (Caetano Veloso) Maria Odette
6. AMOR, PAZ (Maysa/Vera Brasil) Maysa
7. ANOITECEU (Vinicius de Morais/Francis Hime) Leny Eversong

Lado B
1. DISPARADA (Geraldo Vandré/Théo) Geraldo Vandré
2. CANÇÃO DE NÃO CANTAR (Sérgio Bittencourt) Hebe Camargo
3. LÁ VEM O BLOCO (Carlos Lyra/Gianfrancesco Guarnieri) Leny Eversong
4. FLOR MAIOR (Célio Borges Pereira) Meninos Cantores de São Paulo
5. JOGO DE RODA (Edú Lôbo/Rui Guerra) Elis Regina
6. CANÇÃO PARA MARIA [Maria, Mariô] (Paulinho da Viola/Capinam) Paulinho da Viola
7. ENCERRAMENTO DO FESTIVAL DE MÚSICA POPULAR BRASILEIRA DA TV RECORD
(Cyro Pereira) Orquestra TV Record e Coro

Producción: Bernardo Sondermann
Dirección artística: Roberto Corte Real
Ingenieros de sonido: J. E. Homem de Melo y J. C. LeitãoTeixeira
Tapa: Cartel premiado del Festival (Minoru)



Texto de la contra-tapa del disco:


ESCLARECIMENTO DA DIREÇÃO ARTÍSTICA

        Era nosso desejo ao produzir este LP, registrar para a história da Música Popular Brasileira um dos seus momentos mais importantes, que foi sem dúvida, a realização pelas Emissoras Unidas de Rádio e Televisão desse vitorioso Festival.
        Não pudemos realizar total e plenamente essa contribuição à nossa música, pela ausência de JAIR RODRIGUES, NARA LEÃO, ROBERTO CARLOS e ELZA SOARES, cuja inclusão neste disco não foi possível, pois os contratos que os prendem a outras gravadoras se encontram ainda em vigor. Por esta razão foram substituídos por outros artistas não menos importantes, como CHICO BUARQUE DE HOLANDA, GERALDO VANDRÉ, MAYSA e PAULINHO DA VIOlA, cuja participação profundamente sensibilizados agradecemos ao alto espírito de colaboração do Sr. Enrique Lebendiguer, presidente da Fermata do Brasi1-RGE, e ao Sr. Ramalho Neto, diretor artístico da RCA Victor Elétrica S.A.
         Este documento musical conta ainda, para enriquece-lo, as presenças dos MENINOS CANTORES DE SÃO PAULO DO LICEU CORAÇÃO DE JESUS sob a direção do Padre Jonas Adib, ELIS REGINA, LENY EVERSONG, HEBE CAMARGO e MARIA ODETE, as primeiras estrelas a integrar o elenco deste novo selo "ARTISTAS UNIDOS".
Roberto Corte Real




NOTA DO ORGANIZADOR

        A preocupação em encontrar um ponto de contato verdadeiro e imediato entre compositor e público marcou a seleção das 36 canções que compuseram o Festival da Música Popular Brasileira. A busca da qualidade foi o objetivo principal de todos os que trabalharam nele. Tudo o que era sofisticado ou demagógico foi deixado de lado; era preciso encontrar uma música dentre 2.635 inscritas. A ela caberia o título de a melhor de 1966. A ela seria dada a Viola de Ouro. O melhor dos prêmios porém, foi encontrado na soma das notas júri, mas nas ruas, nos colégios e no assovio do leiteiro, nas conversas de esquina, nas manchetes dos jornais e em toda uma cidade que cantava e vivia uma coisa nova. O resultado: um empate. E não poderia ser de outra maneira. Se A BANDA era a síntese de tudo o que havia sido feito de bom até então, A DISPARADA abria novos caminhos e quebrava um preconceito que marginalizava a música sertaneja, nunca levada em conta como autêntica manifestação de nosso cancioneiro popular. As melhores são duas, então. As Violas de Ouro também. Theo e Geraldo Vandré e mais Chico Buarque de Holanda marcam, com seus trabalhos, o reencontro dos compositores com o legítimo caminho popular da nossa música.
Solano Ribeiro
Organizador do Festival



       
        Com o desejo de bem servir a quantos se interessam pela boa música, a FABRICA DE DISCOS ROZENBLIT LTDA. lança no mercado mais uma etiqueta, que leva a marca AU (Artistas Unidos).
       
        Este primeiro LP da nova etiqueta aparece como eco de uma jornada gloriosa para a nossa música. Isto é motivo de orgulho e satisfação da nossa parte, e esperamos seja uma fonte de prazer para o discófilo amante da boa música.
       
        A série continuará: Rozenblit e TV Record juntos apresentarão em outros discos cartazes famosos que fazem AU (Artistas Unidos).
Marcelo C. Santos



AGRADECIMENTO DA TV RECORD - CANAL 7

        No momento em que o delírio de aplausos veio transformar o FESTIVAL DA MÚSICA POPULAR BRASILEIRA numa consagração popular jamais alcançada no país, muito antes de proclamarmos nosso regozijo, curvamos a cabeça, reverentemente, para uma homenagem mais íntima. É a que leva o agradecimento da direção da TV Record aos elementos que compuseram este espetáculo.
Seus episódios grandiosos, nem todos, foram presenciados ou sentidos pelo grande público. 



        Aos patrocinadores que possibilitaram essa promoção, à Direção das TV Globo, da Guanabara, TV Paulista, de São Paulo e revista Intervalo, aos nossos co-irmãos da Imprensa, Rádio e TV, de São Paulo, aos organizadores, incansáveis na armação da sua estrutura sadia, ao júri que carregou desde o inicio a cruz da incompreensão dos apaixonados, aos músicos, aos maestros, aos ensaiadores, aos cenaristas, ao diretor de TV, aos apresentadores, à equipe técnica, e, finalmente, aos maiúsculos cantores que se agigantaram na defesa das composições que lhe foram confiadas, o nosso grande abraço intérprete também da nossa humildade. O que o público apenas poderá adivinhar, ou deduzir, foi uma página de bastidores em que grandes cartazes, grandes ídolos, souberam aceitar o imprevisível destino que o público e o júri indicaram para as músicas desfiladas. Aos que, independentemente de seus valores pessoais e artísticos, não puderam ver suas criações premiadas, e - ainda assim - mantiveram o comportamento de que fomos testemunhas, esticamos o braço lá para cima para alcançar a mão e cumprimentá-los. 


        Nenhum Festival poderá se vangloriar de tamanha dimensão - externa ou interna.
E que todos nós nos confraternizemos por esse triunfo, de que saiu fortalecida e abençoada, pelos exemplos citados, a música popular brasileira.

(a) Paulo M. de Carvalho Filho TV Record - Canal 7
Diretor


2 comentarios:

  1. COMO FAÇO PARA BAIXAR
    É POSSÍVEL PARA DOWNLOAD ?

    ResponderEliminar
  2. Como faço para baixar se possivel este Lp. Obrigado
    sidneidecarvalho777@gmail.com

    ResponderEliminar